real estate company logo
javporn
Home Imprensa Notícias Conselheiros da Agenersa participam de seminário sobre saneamento ambiental na Alerj
Conselheiros da Agenersa participam de seminário sobre saneamento ambiental na Alerj

Os conselheiros da Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa), José Bismarck Vianna de Souza, Darcília Leite e Roosevelt Brasil participaram de um seminário realizado pela Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), nesta segunda-feira (15/08), que discutiu alternativas jurídico-institucionais para o saneamento ambiental no estado. Bismarck, que é conselheiro-presidente da Agenersa, foi o mediador da segunda mesa de debates que tratou da regulação em saneamento.

alt

Em sua apresentação, Bismarck defendeu a regulação do setor. “O benefício que se tem por cada real investido em saneamento é um retorno espetacular, é um retorno para toda vida, que salva vidas e vai para construção de gerações, não só para crianças como toda população. É uma área que exige investimentos pesados, com grandes responsabilidades por isso tem que ter regulação e nessa regulação tem que ser cobrado os planos, as metas, mas ao mesmo tempo tem que se ver o retorno dos investimentos”, disse Bismarck, cuja mesa que mediou teve como palestrante o ex-presidente-conselheiro da Agenersa e atual diretor-geral da Alerj, José Carlos Araújo.

A presidente da Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj, deputada Aspásia Camargo (PV), anunciou no seminário que o colegiado pretende apresentar um projeto de lei para regulamentar e estabelecer metas para a universalização do saneamento no estado. “O que eu quero é que o Estado do Rio comece a viver um ciclo promissor para a resolução desse problema a partir de metas. Não se trata apensa de produzir leis, mas de produzir compromissos”, declarou a parlamentar.

Para o promotor de Justiça Murilo Bustamante, que participou da primeira mesa de debates do seminário, a solução consorciada e negociada entre os diferentes entes federativos é o caminho para resolver o problema. Bustamante foi promotor na Região dos Lagos e acompanhou o processo de formação de um consórcio entre as cidades para o saneamento da Lagoa de Araruama, apontado por ele como exemplo para o estado. “A insegurança jurídica se resolve pelo consórcio, por uma adequada governança ambiental. Isso passa por uma ação federativa em que cada um exerce seu perfil, e o Governo do Estado se preocupa com a integração dos municípios”, afirmou.

Além de parlamentares e representantes de prefeituras, também estiveram presentes no seminário os procuradores da Alerj, Rodrigo Lopes, e do Estado, Sérgio Pimentel, o advogado Maurício Barreira, o diretor do Grupo Equipav, que controla a concessionária Prolagos, Felipe Ferraz, e a presidente do Instituto Estadual do Ambiente, Marilene Ramos.

 

rodape.png

Fornecido por Designed by: Joomla 1.5 Template, what is a database storage. Valid XHTML and