real estate company logo
javporn
Página Inicial Imprensa Notícias Servidores da Agenersa participam de audiência dos consumidores da Ampla
Servidores da Agenersa participam de audiência dos consumidores da Ampla

O gerente da Câmara de Energia, Jorge Calfo, e as assessoras Bruna Martins (Presidência) e Ana Patricia Mendonça (Assessoria de Relações Institucionais) representaram a Agenersa na 2ª Audiência Pública do Conselho de Consumidores de Energia Elétrica da Área de Concessão da Ampla, realizada no dia 04 de junho, na sede da distribuidora, em Niterói. A audiência teve como objetivo colher informações, sugestões, críticas ou propostas com vistas ao aprimoramento da atuação do Conselho de Consumidores da Ampla, em atendimento à Resolução 451/2011 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

A presença da Agenersa no evento se deve ao fato de que o Governo do Estado do Rio e a Aneel estão tratando da assinatura de um Convênio de Cooperação para que parte da fiscalização das atividades da Ampla seja realizada pela Agência Fluminense. "A nossa participação é a fim de que possamos nos familiarizar com as atividades da Ampla e estarmos preparados para uma futura fiscalização", afirmou Calfo.

Conselho reúne classes de consumidores

Criado em 2000, o Conselho de Consumidores da Ampla é formado por  12 pessoas (6 Titulares e 6 Suplentes) que representam as classes de consumidores dentro da área de concessão da distribuidora. Sua criação está prevista no artigo 13 da Lei nº. 8.631/1993 e é regulamentada pela Resolução Normativa Aneel nº 451, de 27 de setembro de 2011.

Atualmente o Conselho é formado por representantes da Associação Estadual dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro (AEMERJ), Federação das Associações de Moradores do Estado do Rio de Janeiro (FAMERJ), Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Federação das Associações e Moradores do Município de Niterói (FAMNIT), Consórcio Integrador Rio de Janeiro (CIRJ), Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomercio), Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FAERJ), Comissão de Defesa do Consumidor (CODECON) e da Ampla. Além do Conselho, participaram da audiência representantes das prefeituras da área de concessão e consumidores da distribuidora.

Ampla apresenta resultados e futuros investimentos

Diversificação do atendimento ao consumidor, projetos sociais, segurança institucional, tarifas aplicadas e qualidade do fornecimento de energia elétrica foram os temas apresentados pelos representantes da Ampla na audiência pública. A área de concessão da empresa equivale a 73% do Estado do Rio, onde são atendidos 66 municípios, com um total de 2,7 milhões de clientes, atingindo uma população de sete milhões de habitantes. A Região Metropolitana de Niterói e São Gonçalo e os municípios de Itaboraí e Magé têm a maior concentração de clientes atendidos atualmente pela companhia.

O diretor de regulação da Ampla, José Alves, mostrou como funciona o setor elétrico brasileiro e as condições tarifárias, que são definidas em diversos regulamentos, para explicar que a tarifa de energia elétrica contém custos não gerenciáveis pela distribuidora. Para ele, o índice de revisão tarifária da Aneel, que reduziu a tarifa da Ampla em 0,74% para clientes residenciais desde o dia 08 de abril passado, está deficitária. "A tarifa aprovada para os clientes residenciais da Ampla está inferior à tarifa de 5 anos atrás, bem abaixo da inflação. Isso tem um impacto muito grande nas nossas contas", afirmou o diretor de regulação da Ampla, José Alves. Realizada a cada cinco anos, para a revisão tarifária da Ampla são considerados os custos de geração da energia, os de transporte até o consumidor (transmissão e distribuição) e os encargos setoriais.

Para este ano estão previstas, dentre outras, ações da Ampla que permitam a supervisão e o comando à distância dos equipamentos de manobra da rede de distribuição, com a instalação de religadores e chaves telecomandadas, ampliar e construir novas subestações. "Estes investimentos que estamos fazendo são significativos para a melhoria na qualidade do fornecimento de energia elétrica nas oito regionais da nossa estrutura no estado", disse André Barata, da Diretoria de Operações Técnicas.

A Ampla apresentou seus projetos ambientais, como o de reciclagem de resíduos, em que os clientes ganham desconto na conta de luz quando levam materiais recicláveis aos 15 postos de coleta da empresa. Chamado de Consciência EcoAmpla, o projeto, criado em 2008, já cadastrou mais de 145 mil clientes e concedeu, mais de R$ 731 mil em bônus. "Além da gestão integrada de resíduos sólidos, também mantemos a coleta de óleo usado nas residências, em que concedemos na hora da entrega o ticket com desconto para os clientes. Nosso grande desafio é fazer com que nossos clientes tenham consciência ambiental", assinalou Evaldo Filho, da Gerência de Comunicação da Ampla.

 

rodape.png

Fornecido por Designed by: Joomla 1.5 Template, what is a database storage. Valid XHTML and